Resumo

Ao longo dos séculos, as pessoas criaram conhecimentos acerca de diversos aspectos de suas vidas, desde sobrevivência e estilo de vida, até conhecimentos mais abstratos. A Língua, por sua vez, constitui não apenas o caráter de auxiliar na produção desses conhecimentos, mas passa também a ser objeto dessa produção. Nos tempos atuais, as redes sociais funcionam não apenas enquanto espaço digital de interação, mas também como espaço de produção de saberes e conhecimentos sobre a Língua, bem como espaço de perpetuação de determinados saberes em detrimento de outros. Este artigo analisou os sentidos de língua em publicações na rede social Linkedin de modo que pudéssemos observar como as pessoas desta rede produzem sentidos e significados sobre a língua em uma rede social voltada ao ambiente laboral. Pautamo-nos na Linguística Popular, segundo a qual todo conhecimento popular deve ser observado e integrado às análises linguísticas, não mais em caráter eliminatório, mas partindo de uma visão integracionista. Assim, foi possível identificar ainda um sentido de língua fortemente ligado à Gramática Normativa, visão esta que coloca em evidência a língua segundo as normas gramaticais e deixa de lado outras variantes. Além disso, um dos sentidos de língua observados foi o de língua enquanto aspecto importante para a acessibilidade no ambiente laboral.