Resumo

O presente trabalho, baseado em pressupostos teóricos e em categorias analíticas da Retórica, da Semiótica Social, da Linguística Textual e da Análise do discurso, visa a estudar de que forma a argumentação retórica verbo-visual é construída em gêneros jurídicos. De forma a atender o objetivo proposto, foi selecionada, a partir de um corpus constituído de vinte petições iniciais de recuperação judicial, a relativa à empresa Livraria Cultura como exemplo prototípico, para fins da investigação em andamento. Estudos preliminares permitiram pontuar algumas categorias analíticas e mostrar a relevância do uso retórico-argumentativo das imagens – principalmente a da Loja, do Teatro e gráficos/tabelas-, para a construção do ethos (da empresa) e do pathos (do juiz). Evidentemente, trata-se de um estudo piloto, carecendo de ser testado em um corpus mais alargado