Resumo

Ao realizar pesquisa na área de letramentos, uma das questões desafiadoras é: como observar os letramentos do escrevente na produção de texto? Em especial, para a Linguística Aplicada trata-se de uma questão instigante, pois embora haja vasto número de pesquisas na área, são poucas as pesquisas que não necessitem de entrevista, pois o cunho teórico e metodológico é o da pesquisa etnográfica. Com o propósito de refletir sobre outro modo de pesquisa, apresenta-se a perspectiva discursiva dialógica. Realiza-se, então, um cotejo entre as perspectivas destacando a princípio suas características e suas implicações. Prossegue-se discorrendo sobre a investigação dos dados na perspectiva discursiva dialógica relacionada à história de letramentos. O corpus a ser analisado é composto de 2 redações do exame de vestibular da Fuvest de gênero dissertativo e o método delineado é o paradigma indiciário (GINZBURG, 1989) associado à Análise do discurso de Bakhtin e do Círculo e ao(s) Letramentos (KLEIMAN, 1995; 2007; SOARES 2005; STREET, 2003; 2012; 2014). Estabelece-se como objetivo deste estudo: buscar indícios da história de letramentos do escrevente na construção do objeto de discurso trabalho em redações de vestibular de cunho dissertativo. Os resultados apontam que a perspectiva discursiva dialógica relacionada à história de letramentos do escrevente baliza um encaminhamento para se observarem os letramentos nas produções escritas dissertativas.