Resumo

José Ribamar Bessa Freire visita línguas indígenas que já se perderam, por meio da história da Língua Geral Amazônica (LGA), a partir do testemunho documental de acervos históricos. Elegendo o campo teórico da História Social da Linguagem, Bessa Freire investiga os aspectos externos que promoveram a hegemonia da Língua Portuguesa e o declínio de centenas de línguas indígenas. Das 1300 línguas faladas no Brasil antes da chegada dos europeus, restam 274 autodeclaradas recenseadas pelo IBGE em 2010, porém, se submetidas a critérios linguísticos, subsistiriam menos de 180 línguas. A situação pandêmica proporcionada pelo Covid-19 faz soar o alerta, visto que indígenas têm perdido suas vidas, em especial os anciãos portadores de saberes inestimáveis.