Resumo

O artigo resume a análise acentual do Português apresentada por ANDRADE & LAKS (1991), que se adapta à descrição do dialecto do litoral alentejano. Os dados desse dialecto indicam que há alterações sensíveis nas formas de superfície das palavras, que conspiram para a criação de um ritmo acentual paroxítono em palavras estruturalmente oxítonas e proparoxítonas.