Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir as formas de realização fonética da vogal anterior postônica final no português falado na cidade de Santana do Livramento/RS. Estudos anteriores (Schmitt, 1987; Vieira, 1994) mostram que nessa comunidade a vogal anterior postônica final pode ocorrer como vogal média [e] ou como vogal alta [i]. Pautando-se na hipótese de redução vocálica como consequência de uma estratégia global do Português Brasileiro (PB), este artigo discute a implementação da trajetória [e] > [i] > Ø em posição postônica final a partir da Fonologia de Uso (Bybee, 2001, 2006) e da Teoria dos Exemplares (Johnson 1997, Pierrehumbert 2001, Foulkes e Docherty 2006). Os resultados apontam para a ocorrência de um padrão inovador que consiste no apagamento da vogal átona final. A presença de consoante fricativa adjacente à posição postônica final favorece a redução vocálica, assim como a ocorrência de uma vogal alta em posição tônica da palavra. Efeitos de frequência lexical são considerados e discutidos à luz da perspectiva teórica assumida. Sugestões para o desenvolvimento de pesquisas futuras são apontadas: confluência de efeitos de frequência ou contextos alternativos.