Resumo

Este estudo, fundamentado nos pressupostos teórico-metodológicos da Sociolinguística Variacionista (Weinreich, Labov, Herzog, 1968; Labov, 1972, 1982, 1994, 2001), propõe, a partir de uma análise sobre a incidência do processo variável de síncope em proparoxítonas (óculos ~ óclos, abóbora ~ abóbra) em dados do português falado no Sul do Brasil, uma generalização sobre a aplicação do fenômeno de apagamento vocálico no português brasileiro (PB). No total, 102 entrevistas concedidas ao banco de dados VARSUL por informantes com baixo grau de instrução (nível primário) e nativos dos três estados da Região Sul do Brasil, foram investigadas. Os grupos de fatores apontados como estatisticamente relevantes à aplicação do processo de síncope indicam que o fenômeno é fortemente condicionado por variáveis linguísticas diretamente relacionadas às restrições silábicas universais e condições particulares da boa formação da sílaba no português.