Resumo

O objetivo deste artigo é focalizar o apagamento da vogal postônica não final, a partir de uma análise contrastiva entre dados da fala fluminense e da fala lisboeta. Com base em aspectos teóricos e metodológicos da Sociolinguística Variacionista, este trabalho observa os condicionamentos lingüísticos e sociais que afetam a produtividade do fenômeno e a relação entre os processos de redução e fatores sociais.